Para que, o atendimento domiciliar veterinário seja realizado é indispensável estar ciente dos seguintes termos:

  • O tutor, pessoa responsável legalmente pelo pet, deve confirmar sua presença na data e hora marcada.

  • Deve ser reservado um local na casa onde será possível serem feitas todas as etapas da consulta. Deve ser um local com boa iluminação, com a menor movimentação de pessoas ou outros animais possível, disponibilidade de cadeira e mesa (fazer a prescrição, além de poder colocar filhotes ou pets pequenos em cima - se o pet for muito grande, o exame poderá ser realizado no chão).

  • A consulta deve ser acompanhada a todo momento pelo responsável pelo animal.

  • O tutor deve ser responsável pela contenção de seu animal, caso não seja possível, a consulta deve ser acompanhada por quem consegue realizar a contenção efetiva do mesmo.

  • Durante a consulta pode ser necessário o uso de focinheiras, ou outros métodos para garantir a segurança de todos.

  • Animais com comportamento agressivo e/ou de difícil contenção podem inviabilizar o atendimento.

  • Em casos em que o veterinário identificar necessidade de encaminhamento do animal para procedimentos, internação ou outros procedimentos que exijam ambiente hospitalar, é dever do tutor o encaminhamento do animal e assinatura do termo de ciência dos procedimentos indicados.

  • Em caso de recusa a procedimentos ou exames indicados é necessário a assinatura do termo de recusa.

  • Urgências e emergências não serão atendidas em domicílio.

  • A continuação do tratamento em casa é de responsabilidade do tutor.

Encontrou sua resposta?